Arriva inaugurou novas instalações

Num investimento total de 4,7 milhões de euros, o novo edifício vem resolver um problema logístico da empresa transportadora, ao substituir as anteriores instalações no centro de Guimarães, por outras com melhores acessibilidades.

Situado junto às novas portagens da auto-estrada A11 em Guimarães, o novo edifício da transportadora ARRIVA Portugal centraliza no mesmo terreno um edifício administrativo, oficina de manutenção e aparcamento de autocarros.

Benzidas pelo Arcebispo Primaz de Braga, D. Jorge Ortiga, as novas instalações da empresa de transportes colectivos rodoviários foram inauguradas na passada quinta-feira, perante centenas de pessoas.

Carlos Correia da Fonseca, Secretário de Estado dos Transportes, presidiu à cerimónia de inauguração e considerou a obra como “um marco nas empresas de transportes rodoviários”. Em declarações ao NT/TrofaTv, considerou que “a sede está muito bem concebida, do ponto de vista da arquitectura e inserção na paisagem, e em termos da própria arquitectura interna”. “A disposição do edifício sempre virado para o sol, todas as salas têm luz natural” e “as condições de trabalho óptimas” também foram características salientadas por Carlos Fonseca. “Está muito bem estruturada, depois houve aqui uma aposta clara nas energias alternativas com o aero-gerador e uma aposta na reciclagem da água, o que são preocupações extremamente importantes e positivas que dão muito prazer ver que há agentes privados que têm este sentido de responsabilidade social da empresa e a capacidade de pôr em prática projectos destes”.

Para o governante, a obra da Arriva é “um excelente exemplo que deve inspirar um bom operador de transportes”. “Pode ser a promoção do aparecimento de experiências destas, devidamente integradas com outros operadores, e que tenham como preocupação maior servir de forma cómoda e segura, com horários adequados e redes bem desenhadas a população”, atestou.

Arrojado, à imagem de uma arquitectura moderna, o edifício vem resolver um problema logístico da empresa, ao substituir o anterior local no centro de Guimarães por outro com melhores acessos. De acordo com Manuel Oliveira, presidente da ARRIVA Portugal, as novas instalações viabilizam a resolução de “vários problemas” e potenciam várias vantagens. “Com isto conseguimos centralizar aqui serviços administrativos e de manutenção e podemos estar em contacto permanente com todos os sectores e eles próprios entre eles. Por outro lado, vem dar condições operacionais para melhorar ainda a manutenção que já tínhamos e com isto temos equipamentos que não tínhamos para controlar e melhorar as condições de manutenção e segurança das nossas viaturas”, enumerou. Para o empresário, todos estes factores “associados ao facto da empresa ter tido cuidados ambientais muito grandes e uma política de responsabilidade social” são motivo de orgulho. Num investimento total de 4,7 milhões de euros, a obra é para Manuel Oliveira “um sonho tornado realidade”. O segredo está numa “gestão controlada” e a conjugação da procura do controlo dessa gestão com a oferta adequada aos passageiros”, a somar à “aposta muito grande do grupo”, sustentou Manuel Oliveira.

Com grande implantação em 15 concelhos dos distritos de Porto e Braga, a Arriva emprega já perto de 400 funcionários e dispõe de uma frota automóvel com 230 viaturas.

Fonte: Jornal ‘O Notícias da Trofa’

This entry was posted in Histórico Notícias. Bookmark the permalink.

Comments are closed.